Sessão Solene marca o Dia do Ferroviário em Brasília

Foi realizada na manhã de ontem, dia 27, a Sessão Solene em comemoração ao Dia do Ferroviário, no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).  A sessão foi um requerimento do deputado federal pelo Rio de Janeiro e presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU), Julio Lopes.

“O Brasil precisa, para seu próprio bem, transportar muito mais pessoas e cargas no modal ferroviário, que além de mais barato, seguro, confiável e confortável, é menos poluente do que o transporte rodoviário. Mas os investimentos no setor demoram quatro, cinco anos para apresentarem resultados operacionais. Assim, considerando as linhas de trem e metrô de todo o País, o Brasil só adicionou 30 km de trilhos para transporte de passageiros, em 2014. O comprimento total de todas as linhas metroviárias e ferroviárias destinadas a passageiros soma, 161 anos depois da primeira ferrovia, apenas mil quilômetros, aproximadamente. Num País como o nosso, chega a ser uma vergonha”, ressaltou Julio Lopes em seu discurso.
Durante a solenidade, quatro ferroviários foram homenageados e receberam uma placa em nome de todos os ferroviários brasileiros. São eles: José Kenshiti Tuguimoto (Metrô SP), Nelson Luiz Walker de O. Santos (Metrô Rio), Ernani da Silva Fagundes (Trensurb) e Inalba Maria Morais Galvão (Metrô DF).
Rodrigo Vilaça, presidente da Seção Ferroviária da CNT, destacou que “é necessário olhar mais para o setor de infraestrutura do País”.
Em seu discurso, a superintendente da ANPTrilhos, Roberta Marchesi, enfatizou a importância dos profissionais que trabalham os sistemas de trens e metrôs e nas ferrovias brasileiras. “Nossos ferroviários trabalham ininterruptamente, 24 horas por dia, se multiplicando, se dividindo e se doando para atender ao deslocamento dos passageiros em todo o país. Ferrovia é sinônimo de dedicação, paixão, saudosismo, progresso. Nossos ferroviários são apaixonados pelo seu ofício, se orgulham do que fazem e passam esse sentimento de geração em geração”.
Participaram da solenidade: Jorge Bastos, diretor-geral da ANTT; Carlos Nascimento, diretor da ANTT; João Gouveia, diretor da SuperVia;  Marcelo Dourado, presidente do Metrô DF; Humberto Kasper, diretor-presidente da Trensurb; Pedro Augusto Cardoso da Silva, diretor de expansão  do Metrô Rio; Bernardo Medeiros, assessor da presidência da CBTU; Bento José de Lima, presidente interino da Valec; Josias Cavalcante, presidente da EPL; Emiliano Stanislau Affonso Neto, presidente da Aeamesp; Bruno Batista, diretor-executivo da CNT; deputado Mauro Pereira (PMDB/RS); deputado Gonzaga Patriota (PSB/PE); Herbert Drummond, secretário de Política Nacional de Transporte do Ministério dos Transportes; Julio Eduardo, ex-secretário de mobilidade urbana do Ministério das Cidades; José Felinto, presidente da Conut; entre outros.
A cerimônia foi coordenada pela Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, em conjunto com Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos).  Pela primeira vez a Câmara dos Deputados abriu seu Plenário para receber a comunidade metroferroviária, com intuito de homenagear todos os trabalhadores do setor que contribuem para a mobilidade urbana e a logística brasileira.
O Dia do Ferroviário é comemorado em 30 de abril. A data foi escolhida por conta da inauguração da primeira ferrovia do Brasil, a Estrada de Ferro Petrópolis, em 1854. A inauguração contou com a presença do imperador Dom Pedro II e da imperatriz Tereza Cristina.  A ferrovia, com de 14 km, ligava o Rio de Janeiro a Raiz da Serra. A construção foi conduzida pelo empresário Irineu Evangelista de Sousa, o Barão de Mauá.

Fonte: Revista Ferroviária, 28/04/2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima