27/10/2016 – Consultores da área de engenharia ferroviária realizam palestra na Aenfer

A Associação de Engenheiros Ferroviários – Aenfer promoveu na manhã do dia 27 de outubro em seu auditório, palestra técnica com os engenheiros Rui José da Silva Nabais e João Cardeano.

Tubular Track – superestrutura ferroviária em viga longitudinal sem dormentes e lastro foi o tema abordado pelos especialistas que falaram das vantagens desse novo modelo, implantado, principalmente na África e Ásia.

MSc – COPPE – RJ, consultor e organizador do Manual Básico de Engenharia Ferroviária e membro da Comissão de Infraestrutura Ferroviária da ABPv, Rui Nabais exemplificou a qualidade do tubular modular track e explicou que este modelo é ideal para redução de custos e prazos de implantação ou reabilitação de uma linha, permitindo manter o traçado original, permitir trilhos contínuos soldados, mesmo para curvas de raios pequenos, requerendo uma plataforma mais estreita, facilita o reforço de estrutura e pontilhões, de estruturas de bueiros, possibilita o reuso de trilhos existentes, pois requer trilhos mais leves para a mesma carga por eixo e reduz a logística de material para reabilitação em até 90%. Destacou também que deve-se cuidar de uma drenagem superficial adequada e que o custo de manutenção é minimizado, pois não requer socaria e nivelamento da linha tão frequente quanto a solução convencional.

Localização para maximizar o retorno ao País

Representante da Tubular Track na África do Sul, João Cardeano destacou que a solução se encontra implantada e testada em mais de 700 km de ferrovias em funcionamento há mais de 25 anos e disse que num projeto sustentável existem oportunidades de atingir elevados níveis de economia e valorização ambiental. Na parte material são usados areia, cimento, aço estrutural, aço doce e galvanização. Na mão de obra são envolvidos fabricantes, artesãos, consultores, operários de linha e trabalhadores em geral.

A palestra foi acompanhada por associados, profissionais da área e diversos estudantes de engenharia que lotaram o auditório da Aenfer.

O diretor Cultural e de Preservação da Memória Ferroviária, engenheiro Helio Suêvo ressaltou a importância de abordar esse tema e lamentou que no Brasil, segundo ele, há mais de 30 anos não se fabrica trilhos e nem se investe em ferrovia de uma forma adequada, planejada e consistente.

Na ocasião, em nome da Diretoria, Suêvo agradeceu aos palestrantes e ofereceu certificado de participação. Ele também falou da importância de receber estudantes da área de engenharia. Em seguida fez um sorteio, cujo brinde era o Manual Básico de Engenharia Ferroviária, livro que teve como um dos autores o engenheiro Rui Nabais.

A contemplada do sorteio foi a aluna do 10º período de engenharia Renata Lopes. Vale lembrar que os estudantes presentes foram convidados pelo conselheiro da Aenfer e professor da área de engenharia, Antônio Carlos Soares Pereira.

Veja abaixo alguns momentos da palestra (clique na foto para ampliar)

3 1 3 4 5 7 8 9 2 10 11 01

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima