23/09/2019 AENFER – Entrega da Condecoração Engenheiro Paulo de Frontin

A associação de Engenheiros Ferroviários, AENFER, em parceria com a Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do CREA, realizou no dia 18 de setembro, a entrega da Condecoração Engenheiro Paulo de Frontin.

O evento faz parte do calendário da Associação há 22 anos e ao longo desse tempo presta homenagem àqueles que lutaram ou ainda lutam em prol do crescimento da ferrovia brasileira, bem como a sua preservação.

A cerimônia, conduzida pelo associado, engenheiro Antonio Gonçalves, aconteceu no Auditório da AENFER e contou com a participação de diversas entidades ferroviárias e de outras categorias, associados, familiares e amigos que acompanharam a homenagem.


 
Engº Antônio Gonçalves foi o mestre de Cerimônia

Compuseram a mesa, o diretor Social da Associação Mútua Auxiliadora dos Empregados da Estrada de Ferro Leopoldina Geraldo Sobrinho, o diretor Administrativo da Caixa de Assistência – Mútua, Osvaldo Neves, a presidente da AENFER Isabel Cristina Junqueira de Andréa, o diretor-presidente da Fundação REFER Manoel Geraldo Costa e a vice-presidente da Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro, arquiteta Marguerita Abdalla.

 
Vice-pres. da Ass. Mútua Geraldo Sobrinho; dir. da Caixa de Ass. Mútua Osvaldo Neves; pres. da Aenfer Isabel Junqueira; diretor-pres. da Refer Manoel Geraldo e a vice-pres. da Seaerj Marguerita Abdalla

Na ocasião, a presidente da AENFER Isabel Cristina Junqueira de Andréa ressaltou a importância de se homenagear pessoas tão importantes do âmbito ferroviário e agradeceu a presença de todos que prestigiaram o evento.

A engenheira aproveitou o momento para lembrar das lutas que a categoria vem travando em busca de melhorias no campo profissional, dos ajustes salariais e das perdas ao longo dos anos. (Veja no final da matéria o discurso completo).

O diretor da Caixa de Assistência – Mútua, Osvaldo Neves, adiou sua ida ao evento da Semana Oficial de Engenharia e Agronomia – Soea em Palmas – TO a fim de participar da Condecoração. Disse que aquele era um momento importante para a Mútua, para a Aenfer e para todas as entidades de classe. Destacou a satisfação em poder colaborar, tendo a Mútua como parceira e que sempre vai acolher os pleitos da Entidade porque demonstra a sua capacidade de luta.

 
Diretor da Caixa de Assistência Mútua Osvaldo Neves

Antes da entrega aos condecorados, a diretora Social Telma Regina Jorge da Silva leu um poema do associado Maurício Fernandes Gomes de Souza que presenteou a Aenfer com o título “Uma justa homenagem”. Um dos trechos diz:

 
Diretora Social da Aenfer Telma Regina Jorge da Silva

“Felizes aqueles que podem contar

com a presença de uma Associação

que cultiva o valor do profissional,

estimulando-o ao final da carreira

com sóbria premiação.

Cada um que tem seu nome indicado

se sente honrado e reconhecido,

algo que atinge o fundo do seu coração,

fazendo-o retornar ao seu passado,

sentindo que valeu toda sua dedicação”.

Os homenageados deste ano foram os engenheiros Carlos Eduardo Muniz da Silva; Francisco José Pereira (in memoriam); Lilian Borges Scuett; Luiz de Lucca Silva; Wellington de Aquino Sarmento; Analista de Sistemas Organizacionais Luiz Fernando Dias Aguiar e o Juiz Rogerio Neiva Pinheiro, representado pela Juíza do Trabalho  Adriana Leandro.

 
Homenageado Carlos Muniz recebe da
conselheira Vera Ferraço e da Presidente
Isabel a Condecoração
 
Ex-pres. da Aenfer Rubem Ladeira
e a pres. Isabel fazem a entrega à filha do 
homenageado Francisco José (in memoriam),
 sra. Gloria Alvim Pereira
 
Conselheira eleita da Refer Maria das Flores
ao lado da homenageada Lilian Scuett e
 da pres. Isabel

 

 
O homenageado Luiz de Lucca com o
diretor da Aenfer Marcelo Costa e a pres. 
Isabel
 
O associado Maurício de Souza faz a entrega
da Condecoração ao homenageado Wellington de 
Aquino Sarmento com a pres. Isabel
 
Luiz Fernando Aguiar (centro), recebe a comenda da diretora Social
Telma Regina e da pres. Isabel 
 
A juíza Adriana Leandro representou o homenageado,
juiz Rogerio Neiva. A entrega da Condecoração foi feita pela conselheira
eleita da Refer Sônia Vianna e pela pres. Isabel
 
Os condecorados: juíza Adriana Leandro representando o juiz Rogerio Neivas,
os engºs Luiz de Lucca, Carlos Muniz, Lilian Scuett, Wellington Sarmento,
analista de Sistemas Organizacionais Luiz Fernando Aguiar, pres. Isabel
Glória Alvim (filha do homenageado, engº Francisco José) e o ex-pres. da Aenfer
Agostinho Coelho Silva



Eles receberam, emocionados, a placa e o diploma. A filha do homenageado Francisco José Pereira, in memoriam, Glória de Faria Alvim Pereira veio de Belo Horizonte para receber a homenagem e disse que seu pai estaria muito feliz, se ali estivesse recebendo a premiação.

 
Engºs Rubem Ladeira e Isabel Junqueira com Glória de Faria Alvim
Pereira

O engenheiro Wellington de Aquino Sarmento, usou a tribuna para agradecer. Disse que é um prêmio que vai guardar no coração e quis expressar sua gratidão de receber a comenda. Ele dedicou esse momento à sua esposa. Disse que se hoje estivesse começando sua vida profissional escolheria ser ferroviário novamente.

 
Engº Wellington de Aquino Sarmento em seu discurso



Outro homenageado, o engenheiro Luiz de Lucca Silva, disse que é muito honroso participar dessa homenagem. Em poucas palavras falou com profundidade e manifestou a sua tristeza ao ressaltar que no mundo inteiro existe uma crescente participação da ferrovia. Todos os países dão valor ao transporte sobre trilhos, mas, lamentavelmente, tem acontecido no Brasil exatamente o contrário, atestou.

 
Engº Luiz de Lucca Silva agradeceu ao público




A cerimônia terminou com uma salva de palmas em homenagem aos agraciados e pelo breve discurso do condecorado, engenheiro Luiz de Lucca Silva, que emocionou a plateia. (Veja a íntegra do discurso no final da página).

DISCURSO DA PRESIDENTE ISABEL  NA ENTREGA DA CONDECORAÇÃO ENGENHEIRO PAULO DE FRONTIN

Senhoras e senhores, cumprimento a mesa dirigente, as autoridades mencionadas e a todos os convidados aqui presentes.

É um momento de grande júbilo para nossa Associação quando temos a oportunidade de premiar pessoas que de maneira direta ou indiretamente se destacaram em sua saga na ferrovia, e /ou na defesa dos ferroviários.

A Diretoria da AENFER tem trabalhado diuturnamente com o propósito de minorar os efeitos das medidas estapafúrdias que tem trazido efeitos desastrosos para a família ferroviária. Com a extinção da RFFSA, os empregados ativos foram realocados em quadro segregado na VALEC e os aposentados alocados no Departamento de Órgãos Extintos, DEPEX, no Ministério do Planejamento (atualmente absorvido pelo Ministério da Economia).

Grande parte do patrimônio, tanto arrendado às Concessionárias do Serviço Público de Transporte Ferroviário, quanto o não operacional, bem como os bens históricos foram dilapidados. Vide a Estação Ferroviária Barão de Mauá.

Nossa Fundação Rede Ferroviária de Seguridade Social tem sido objeto de nossa constante atenção, pois, se constitui no último reduto de amparo aos ferroviários participantes.  Com o nosso decidido apoio e de outras associações da categoria, conseguimos eleger nossa Diretora Administrativa Flores Ferreira e a Conselheira Sonia Vianna para os Conselhos Deliberativo e Fiscal da Fundação.

Nossa perda salarial é da ordem de 50% nos últimos 15 anos.

Estamos engajados e irmanados nessa luta com outras associações representativas da categoria ferroviária junto ao Ministério da Infraestrutura e da Economia.

Fomos a Brasília no DEPEX, órgão vital para os ferroviários, buscar o reconhecimento de direitos que não vem sendo aplicados ou aplicados erradamente causando prejuízos incomensuráveis aos ferroviários oriundos da RFFSA e suas subsidiárias.

O Sistema de Comunicação e transmissão de dados da folha de pagamento de aposentados e pensionistas é, no momento, nossa grande preocupação após o fim da Inventariança da RFFSA, pois é necessária a continuidade de funcionamento do mesmo para evitar que fiquemos impedidos de receber nossos proventos.

O nosso vice-presidente Alexandre Almeida faz parte da Diretoria do CREA-RJ e está em Palmas em evento organizado pelo CONFEA. Além disso a AENFER, representada pela sua presidente no Conselho de Entidades com representação no CREA e na plenária somos representados pelo nosso Diretor Técnico Helio Suêvo.

Preocupa-nos a questão de desestatização da CBTU que esperamos que não seja conduzida da mesma maneira, no mínimo, desastrada, como foi conduzida a da RFFSA.

Estamos participando junto com a SEAERJ e o Movimento de Preservação Ferroviária na formação de uma Comissão Ferroviária dentro da Frente Parlamentar em defesa da Engenharia na ALERJ, nos mesmos moldes da que já funciona em Minas Gerais.

Vimos mantendo um bom relacionamento institucional com a Secretaria Estadual de Transportes cujo secretário é o engenheiro Delmo Pinho.

A AENFER vem buscando união com os demais órgãos e associações envolvidas na ferrovia e nas questões ferroviárias sem qualquer distinção, pois estamos num momento crítico quanto as questões que envolvem a categoria. Podemos citar a REFER onde a exceção do Plano Rede, todos os demais estão com sérios problemas de desequilíbrio.

A questão de não reconhecimento das nossas Leis 8186 e 10.478, as nossas perdas salariais decorrentes da liquidação da RFFSA que prejudica a ativos indiscriminadamente, e assim vemos com grande preocupação movimentos desagregadores que em última análise são nefastos e só afetarão negativamente a todos nós.

Voltamos agora à razão desse evento que é agraciar aqueles que dedicaram a sua vida a ferrovia e que muito justamente neste momento queremos fazer esse reconhecimento singelo mas representativo, pelo seu significado para todos nós.

Muito obrigada!


A seguir, discurso do engenheiro Luiz de Lucca Silva

Colegas, Senhoras, Senhores

Profundamente emocionado venho agradecer-lhes por esta oportunidade que vocês me estão oferecendo de estar aqui presente.

Manifesto enfaticamente a alegria que me invade por estar presente junto com vocês participando deste tão relevante acontecimento.

Neste momento em que ¾ junto com outros valorosos companheiros ¾ recebo a Condecoração Engo Paulo de Frontin estou tentando expressar com meras palavras meu reconhecimento pela Honra que vocês me estão concedendo

Destaco que a grandeza do Brasil é em grande parte resultado do trabalho dedicado de todos nós ¾ Profissionais Ferroviários. Infelizmente esta realidade tem sido ignorada pelos detentores do poder decisório.

Com os recursos tecnológicos de informação hoje disponíveis (Internet, etc.), sabe-se  como no mundo inteiro os transportes sobre trilhos vêm crescendo quantitativamente e se desenvolvendo cada vez mais qualitativamente. É com tristeza que me vejo obrigado a afirmar que lamentavelmente no Brasil tem ocorrido exatamente o oposto ¾ em detrimento da economia do País e da qualidade de vida dos brasileiros. Eximo-me neste momento de referir-me às causas de tal absurdo. Para nós, que somos do ramo, tais causas são óbvias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima