Moradores cobram volta dos bondes em Santa Teresa

Quase dois anos depois do acidente com um bonde de Santa Teresa, no Centro do Rio, que deixou seis pessoas mortas e 48 feridas, ainda não há sinal de obras nos trilhos. Os moradores cobram pressa na volta do bondinho ao bairro, como mostrou o RJTV.

Enquanto os modelos novos não entram em funcionamento, o Procurador Geral da Repblica Roberto Gurgel determinou o arquivamento do processo contra o Secretário Estadual de Transportes, Júlio Lopes.  A alegação é que, no aspecto penal, não é possível determinar a responsabilidade dele no acidente. E a empresa que administra o bondinho tem autonomia administrativa e independência.

Em agosto de 2011, o bonde virou em uma curva. O laudo da perícia revelou falta de manutenção e 23 falhas de segurança. Cinco funcionários da empresa estadual que administra o bondinho respondem na justiça por lesão corporal e homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Daqui a dois meses acontece uma audiência para o juiz ouvir a promotoria, a defesa e as testemunhas.

O governo do estado prometeu investir R$ 110 milhões na renovação do sistema, que inclui, por exemplo, a substituição dos trilhos. Mas, 1 ano e 3 meses depois do anúncio, não há qualquer sinal das obras.

Segundo a Casa Civil, a licitação para a compra dos 14 bondes novos e a troca dos trilhos já foi realizada. Eles terão suporte retrátil de apoio para os pés na entrada e na saída. E também uma proteção lateral, para impedir que passageiros viajem pendurados.

Em um pequeno cartaz na estação, a previsão está mantida: o bondinho entra novamente nos trilhos no primeiro semestre de 2014. Portanto, mais um ano de espera pela frente.

Fonte: G1 RJ, 17/05/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima