Mais que 20 centavos

Os protestos nas ruas não tem bandeira nem direção, e é bom que seja assim, sem compromisso.  Mas os que assistem, acabam esperando que  alguma coisa mude, para melhor, em suas vidas. E é sempre bom anotar o que esperamos, nós ferroviários. É sempre bom manifestar esperança. Pode ser assim:

Não é só por causa dos 20 centavos. É pelos desmandos da ALL, que perde a concessão na Argentina e continua descumprindo o contrato de concessão no Brasil. Não é só por causa dos 20 centavos, é pelos viadutos inacabados da Ferrovia do Aço. Nao é só por causa dos 20 centavos,  é pelas fazendas do Juquinha. Não é por causa dos 20 centavos, é pela suspensão dos trens de passageiros. Não é só por causa dos 20 centavos, é pelo abandono de 7 mil km de ferrovias. Não é só  por causa dos 20 centavos, é pelo não atendimento dos clientes de carga geral. Não é só por causa dos 20 centavos, é pelo descuido com o patrimônio histórico da ferrovia. Não é só por causa dos vinte centavos, é pela importação de 90 trens da China pelo governo do Rio  no ano passado sem qualquer contrapartida. E é também pelo TAV, pela regulamentação do operador independente, pelos trens intercidades de São Paulo, por um centro de pesquisas ferroviárias, pelas passagens em nível sinalizadas, por tudo que nós não somos, por tudo que nós não temos e que estamos cansados de esperar.

Gerson Toller
Jornalista, diretor da Revista Ferroviária

Fonte Revista Ferroviária, 20/06/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima