Terreno nobre na Barra é apresentado como garantia de obras do VLT do Centro

Um terreno público municipal, avaliado em R$ 144,4 milhões e localizado no Centro Metropolitano, aquela super quadra na Avenida Abelardo Bueno, na Barra da Tijuca, vizinha do Village Mall e do Parque Olímpico Rio 2016, foi apresentado pela prefeitura como garantia do contrato do Veículo Leve sobre Trilhos da Zona Portuária. O mega lote foi incluído no fundo imobiliário da obra, que dá lastro ao pagamento no futuro, pela prefeitura, do investimento feito pela concessionária escolhida para o empreendimento.

De acordo com o subsecretário de Projetos Especiais da prefeitura, Jorge Arraes, o fundo entraria em ação somente no caso de o município deixar de pagar ao consórcio operador, por algum motivo, as prestações previstas no contrato de 25 anos de concessão. O pagamento da contrapartida só começa no segundo ano de operação do sistema, com as linhas já funcionando.

As obras estão previstas para começar em janeiro, pelas ruas onde o projeto Porto Maravilha já fez as obras de infraestrutura. Os bondes estão deverão a operar no segundo semestre de 2015. “A nossa ideia é que as obras comecem a ser feitas pela calha que já existe na Avenida Binário”, explica Arraes. Ele garante, contudo, que a obra do VLT não deverá interferir no trânsito nesta que passou a ser uma das principais alternativas viárias do porto desde o fechamento parcial da Perimetral e da Avenida Rodrigues Alves.

A licitação para construção e operação do VLT da Região Portuária e do Centro foi vencida pelo consórcio VLT Carioca, único participante da concorrência. O projeto prevê seis linhas de bondes modernos, com 28 quilômetros de trilhos, 38 paradas e quatro estações. O consórcio é formado pela CCR, Invepar, Odebrecht Transport e Riopar (empresa de investimentos da Fetranspor). A proposta apresentada é de pagamento de R$ 5,959 milhões mensais pela prefeitura durante todo o período do contrato.

Fonte: Extra, 21/11/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima