Metrô reduzirá tempo entre Rocinha e Centro

A linha 4 do Metrô será composta por seis estações, entre elas a de São Conrado, e terá aproximadamente 16 quilômetros de extensão. É considerada a maior obra de engenharia em andamento no Brasil, com cerca de 9 mil operários. A expectativa é que o tempo de viagem da Rocinha até o Centro da cidade dure cerca de 30 minutos. Lembrando que, na maioria das vezes, 30 minutos é o tempo que um passageiro leva da entrada da Rocinha até a Gávea.

Prevista para começar a fase de testes em junho de 2016, a linha 4 do metrô, que além da estação São Conrado, próxima à Rocinha, terá as estações Jardim Oceânico, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz, reduzirá o tempo de viagem da Rocinha para o Centro do rio para cerca de 30 minutos. A Reportagem do Viva Rocinha conversou com o secretário estadual de Transportes, Carlos Osório, e mostra em qual estágio estão as obras.

Estação São Conrado do Metrô reduzirá tempo de viagem entre Rocinha e Centro do Rio

As pessoas que passam diariamente pela entrada da Rocinha, próximo ao Largo das Flores, certamente não sabem mas a Estação São Conrado da linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema) está em fase de acabamentos. O secretário estadual de Transportes, Carlos Osório visitou as obras nesse sábado (07/02) junto com alguns moradores da comunidade e membros de uma associação de moradores da Rocinha. A Linha 4 vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico.

São Conrado terá uma estação no início do bairro com piso de granito no mezanino e nos acessos dos passageiros, terão claraboias de 16 metros de diâmetro na área das bilheterias e catracas. Essa estrutura privilegia a iluminação natural da estação. Uma delas já foi instalada.

A estação contará com três acessos: um na Estrada da Gávea, em frente ao supermercado Extra, outro na Avenida Niemeyer (próximo à Igreja Universal da Rocinha), e o terceiro na Avenida Aquarela do Brasil (onde funcionava a antiga concessionária Itavema).

Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa. “Se você quiser ir para Niterói, você saltará na estação Carioca e usará seu bilhete único para embarcar na barca. O que estamos fazendo é colocando a Rocinha perto de todo o Rio de Janeiro”, explicou Osório.

Inauguração marcada para 2016

A linha 4 será composta por seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. É considerada a maior obra de engenharia em andamento no Brasil que envolve cerca de 9 mil operários.

A fase de testes da linha 4 começará em junho de 2016 mas não será em horário integral. “Vamos trabalhar em junho para testar as estações e os equipamentos fora do horário de pico. Então em junho, se você quiser ir trabalhar no Centro, o metrô não estará funcionando. Agora se você quiser descer no metrô às 11h para chegar na Barra ou Ipanema você poderá usar o metrô no mês de junho.”, conta Osório.

A linha 4 será inaugurada em julho de 2016 com horário integral. Porém, a linha 4 funcionará até outubro ou novembro fazendo apenas o trajeto Barra da Tijuca – General Osório. O usuário que precisar ir da Rocinha para o Centro, precisará descer na estação de Ipanema e trocar de trem para seguir viagem.

Um dos maiores cuidados é estabilizar o fluxo de passageiros entre a linha 1 (Uruguai – General Osório) e a linha 4 cujo plano durará três ou quatro meses. A partir de dezembro de 2016, os passageiros poderão ir de metrô da estação São Conrado até a estação Uruguaiana, no Centro do Rio, sem precisar trocar de trem. A expectativa é que o tempo de viagem da Rocinha até o Centro da cidade dure cerca de 30 minutos. Lembrando que, na maioria das vezes, 30 minutos é o tempo que um passageiro leva da entrada da Rocinha até a Praça Sibéluis, na Gávea.

“O morador da Rocinha não está acostumado a usar o Bilhete Único porque não possui conexão com os meios de transportes intermunicipais. Nós vamos abrir um posto de cadastramento do Bilhete Único na Rocinha para quem quiser ir na Baixada, Niterói ou São Gonçalo irá utilizar a tarifa do Bilhete Único”, prometeu Osório.

Os trilhos entre as estações São Conrado e Jardim Oceânico já estão instalados. No trecho entre São Conrado e Gávea, o túnel já foi escavado e receberá os trilhos em breve. O “tatuzão” está em operação no trecho entre Leblon e Ipanema.

O projeto é um dos compromissos do Governo do Estado do Rio de Janeiro com o Comitê Olímpico Internacional (COI) por ocasião dos Jogos Olímpicos.

Por Michel Silva, para o Viva Rocinha

Fonte: brasil247.com – 20/02/2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima