Acidente de trem da SuperVia foi provocado por falha humana, diz Agetransp

RIO – Após quase três meses de apuração, a Agência Reguladora dos Transportes Públicos (Agetransp) concluiu que a colisão entre dois trens da Supervia, que deixou mais de 200 feridos em 5 de janeiro, foi provocada por uma falha humana. A concessionária foi multada em R$ 1.205.167,09, pois a agência considerou que a empresa deve ser responsabilizada, independentemente de a culpa ter sido de um de seus funcionários. A batida entre os dois trens aconteceu na estação Presidente Juscelino, em Mesquita, na Baixada Fluminense.

De acordo com a Agetransp, relatórios técnicos produzidos pela Câmara de Transportes e Rodovias (Catra) mostraram todas as circunstâncias da batida. A apuração concluiu que foram descumpridos os procedimentos operacionais de segurança relativos ao tráfego ferroviário, sem apontar, no entanto, o funcionário que cometeu o erro.

O relatório aponta ainda que o trem que se chocou contra a traseira do outro não respeitou a sinalização. O maquinista Luiz Felipe Moreira Breves contou, em depoimento à polícia, que avançou o sinal vermelho com a autorização do controlador de tráfego da SuperVia Fábio de Oliveira Riboura, de 43 anos. Antes disso, o controlador havia dito que o maquinista poderia ter avançado o sinal e admitiu que soube da colisão apenas seis minutos depois, apesar de garantir que estava na mesa de controle desde às 19h. A batida aconteceu às 20h20m.

A Agetransp também determinou que a SuperVia faça um relatório com medidas que ajudem a evitar que este tipo de acidente se repita. O documento deve ser apresentado em 60 dias.

No dia do acidente, houve pânico entre os passageiros e, durante o socorro às vítimas, pertences de feridos foram furtados.

Em nota, a SuperVia informou que vai analisar a viabilidade de entrar com um recurso contra a multa, assim que a decisão for publicada oficialmente. A concessionária disse ainda que “se mantém sempre à disposição da Agetransp para prestar esclarecimentos” e que cumpre com “todos os procedimentos para segurança e atendimento aos passageiros”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima