Passageiros do metrô da Barra farão baldeação em Ipanema por seis meses

Para ir do Jardim Oceânico ao Centro e à Tijuca, os passageiros do metrô precisarão fazer baldeação na Estação General Osório por seis meses após o início da operação assistida da Linha 4, prometido para 1º de junho do ano que vem. Ou seja, o deslocamento só será direto a partir de dezembro, depois da Olimpíada.

“Precisamos de um período inicial de funcionamento pleno da Linha 4 para integrá-la à Linha 1. A partir do início de dezembro, as linhas 1 e 4 estarão totalmente integradas”, explicou o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osorio, em visita técnica às obras na Barra ontem.

Após a inauguração da Estação Gávea, que sofreu mudança no projeto e só começará a funcionar no primeiro semestre de 2017, um novo serviço será criado. A partir de então, será possível embarcar em trens vazios naquele bairro até a Estação Uruguai, na Tijuca, passando pelo Centro, também sem trocar de composição.
“Não haverá necessidade de transbordo e o usuário do Leblon e de Ipanema vai ter dois trens passando nessas estações: o que vem da Barra e de São Conrado e o que sai da Gávea, sendo intercalados na grade do metrô”, contou Osorio. Já quem quiser pegar o metrô na Gávea para a Barra terá de descer na Estação Antero de Quental e seguir para o Jardim Oceânico.
Segundo o secretário, após a inauguração da Linha 4, o intervalo entre os trens da Linha 1 será reduzido dos atuais 4min30s à metade. A operação assistida com passageiros será fora dos horários de pico. A partir de 1º de julho, o funcionamento será normal.

Fonte: O Dia, 06/08/2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima