VLT: Prefeitura do Rio faz campanha para alertar cariocas

A Prefeitura do Rio iniciou nesta segunda-feira (14) uma força-tarefa, batizada de “Olho no VLT”, para alertar os cariocas sobre os cuidados que devem ser tomados com o início da circulação dos VLTs (Veículos Leves sobre Trilhos) no Centro da cidade. Redes sociais, ações corpo a corpo humoradas, inserções publicitárias em rádios, placas e outdoors são alguns dos meios utilizados para chamar a atenção de motoristas e pedestres.

A preocupação da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) deve-se ao fato de que o novo modal é um transporte totalmente silencioso e irá passar por espaço de grande circulação de pessoas. Pedestres utilizando celulares, motoristas que fecham cruzamentos e até curiosos devem redobrar a atenção. O secretário da pasta, Rafael Picciani, afirmou que será uma questão de adaptação.

“A gente está focando muito nessas ações educacionais ao longo do trajeto que o VLT trafegará, até para que a população vá acostumando com esse visual com a presença desse novo modal. As pessoas têm o habito de caminhas, muitas vezes distraídas na travessia das vias, mexendo no celular. Vale lembrar que o VLT é absolutamente silencioso. A percepção da população tem que ser maior para que não tenha acidentes ou interrupção no funcionamento do sistema”, afirmou Picciani.

Até as famosas selfies que se popularizaram são motivo de dor de cabeça para a concessionária que administra o transporte. Durante um encontro com a imprensa, técnicos e funcionários da VLT Carioca afirmaram que pessoas, durante alguns testes, tentavam tirar fotos em cima dos trilhos enquanto os trens se aproximavam. A ideia é reforçar a conscientização dos passageiros para evitar futuros problemas ou acidentes. A estimativa da prefeitura é que o sistema de VLTs seja inaugurado em abril.

Turismo irá aumentar no Centro

A campanha educativa e informativa será realizada enquanto for necessário para que as pessoas assimilem a necessidade de ter atenção no Centro do Rio. Outro fator preocupante é que a região irá, no futuro, receber um maior número de turistas. De acordo com o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urabano da Região do Porto do Rio (Cdurp), Alberto Silva, o objetivo principal do VLT é melhorar a mobilidade da região.

“O turismo é um desdobramento dessa ação, a função primordial do VLT é melhorar a mobilidade de quem mora na região do porto, quem vem morar na região do porto, quem vem morar no Centro do Rio. Também queremos melhorar a mobilidade da região. Ao valorizar esse acervo cultural e arquitetônico do Rio, ele também melhora o acesso aos equipamentos culturais da cidade. Ou seja, atrair mais gente para o Rio, turistas que vem no Rio e vão ver que a cidade vai muito além do Pão de Açúcar, Corcovado e Copacabana que são lindos. Quem quiser aprender o que é ser brasileiro, carioca terá muito mais oportunidade com o VLT circulando por ai”, disse.

Fonte: G1 Rio, 14/03/2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima