Transporte de carga cresce 4,2% em 2012

As ferrovias brasileiras transportaram 301,2 bilhões de TKU em 2012, montante 4,2% maior em relação ao ano anterior com 289,1 bilhões de TKU. A Ferrovia Norte-Sul e a Ferronorte foram as que apresentaram maior crescimento em comparação a 2011, com 23,5% e 25,5%, respectivamente.

O crescimento na movimentação da Ferronorte se deve à inauguração do trecho de 120 km entre Alto do Araguaia e Rondonópolis, no Mato Grosso. Já a Norte-Sul é uma ferrovia nova que vem apresentando crescimento constante nas suas operações.

Em contraponto, foram constatadas quedas nos volumes de carga da Ferroeste (17,4%) e da Ferroban (12,4%).  Segundo a Ferroeste, o resultado acompanhou a queda na safra da soja.  A ALL não informou os motivos de queda nas operações da Ferroban.

O presidente-executivo da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Rodrigo Vilaça, explica que o crescimento pequeno no transporte ferroviário de carga de 2012 acompanhou o movimento nacional. “Acompanhamos o momento critico da economia brasileira em relação à economia mundial”, enfatizou ao falar do crescimento de apenas 0,9% do PIB brasileiro em 2012.  Além disso, Vilaça explicou que os atrasos na expansão da malha e as linhas sendo utilizadas no limite operacional também colaboraram para que não haja um aumento maior nos volumes.

A tabela completa dos desempenhos do transporte ferroviário de carga e passageiros do Brasil faz parte da edição Fevereiro-Março da Revista Ferroviária. Através do site da RF, os assinantes da Revista Ferroviária poderão verificar os volumes transportados dos 10 principais produtos de cada ferrovia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima