Ramal de trens de Santa Cruz pode voltar a Itaguaí

De olho no crescimento da Baixada Fluminense nos próximos 15 anos, o vice-governador Luiz Fernando Pezão, anunciou nesta quinta-feira, durante seminário promovido pela Firjan sobre o futuro da região, a extensão do ramal ferroviário de Santa Cruz até Itaguaí. Outros investimentos de melhoria na mobilidade urbana, como a ampliação da Via Light até Madureira, com licitação marcada para o mês que vem, devem sair do papel ainda este ano. O projeto de reativação da linha férrea do ramal Itaguaí, desativada desde a década de 1980, tem prazo até 2015 para ser concluído pela SuperVia. No entanto, a concessionária aguarda a atuação do Estado, para desapropriar centenas de imóveis que tomam a via férrea irregularmente. A partir de 2016, Itaguaí deve abrigar uma enorme base offshore da Petrobras. No relatório de nove páginas, mais de mil profissionais ligados à Firjan, criaram dezenas de ações para preparar a Baixada nos próximos anos. As sugestões foram desde a melhoria no abastecimento de água e gás natural até a construção de uma nova rodovia ligando a Baixada até a capital, na tentativa de desafogar a Rodovia Presidente Dutra. Os 70 quilômetros do Arco Metropolitano, que ligará o Porto de Itaguaí ao Complexo Petroquímico em Itaboraí foi o investimento apontado como “essencial” no seminário. As obras, que começaram com dois anos de atraso, serão concluídas até dezembro. Participaram os prefeitos de Mangaratiba, Itaguaí, Seropédica, Queimados, Japeri, Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis e Paracambi. Pedido de UPP na região De todos os desafios apontados no relatório da Firjan, a segurança foi um dos temas mais preocupantes. Antes de iniciar o seminário, o presidente regional da Baixada da Fundação, Carlos Erane de Aguiar, pediu ao vice-governador, a chegada da UPP na Baixada. “A insegurança afasta investidores e rebaixa a atratividade de capital para região”, explicou. Na defensiva, Pezão ressaltou que vai abrir concurso para seis mil policiais neste ano, mas não revelou quando a Baixada receberá uma UPP.

RF – Leia na íntegra a nota enviada pela SuperVia à imprensa:

“A SuperVia, que atua no Rio de Janeiro e em mais 11 municípios da região metropolitana, investe, em parceria com o Governo do Estado, R$ 2,4 bilhões na revitalização de todo o sistema ferroviário. Entre as intervenções previstas está a reativação do trecho entre Santa Cruz e Itaguaí, que contemplará a substituição de trilhos e dormentes, aquisição de novas composições e construção de estações e plataformas. Para dar início ao projeto, serão necessárias desapropriações na região e obtenção de licenças ambientais, que são de responsabilidade do Governo Estadual.”

Fonte: Jornal O Dia-RJ, 22/03/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima