Qualidade do transporte sobre trilhos

Todos os operadores de transporte de passageiros sobre trilhos (trens e metrôs) do País entregarão ao Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, em Brasília, documento em que propõem medidas de desoneração para melhorar a qualidade dessa modalidade de transporte em massa, que é de utilidade pública e essencial para a mobilidade urbana.

Os operadores integrarão comitiva organizada pela Associação Nacional de Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhoswww.anptrilhos.org.br).
A entidade reivindica ao governo federal que restitua um desconto, previsto na legislação, no custo com energia elétrica para o transporte de passageiros sobre trilhos. Embora vigente por meio do Decreto nº 62.724/1968, o desconto, que era de 75%, foi zerado ao longo do tempo pelo governo.

A ANPTrilhos representa 100% dos operadores e assegura, no documento, que estes se comprometem a investir a totalidade do desconto obtido em melhorias no sistema de transporte sobre trilhos, assegurando melhor qualidade aos usuários.

A entidade justifica o pleito, informando que os trens de passageiros e metrôs respondem por apenas 0,4% do consumo de energia disponível. A energia é um dos insumos básicos para a operação dos sistemas metroferroviários. A tração que movimenta os trens representa 80% dos gastos das operadoras desse tipo de transporte com energia elétrica. A energia é o segundo maior item do custeio da operação, sendo o custo de pessoal a maior parcela. Para se ter uma ideia, a participação do custo de energia elétrica chega a representar de 7% a 35% dos gastos totais.

17/07/2013

 

Mais informações: ANPTrilhos

Júlia Lima – 61 3322-3158/ 61 9685-9819

Profissionais do Texto

Assessoria de Imprensa ANPTrilhos

61 3327-0050 / 61 8112-4779 (Talita)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima