Por falta de material, obra de linha está parada

Ver o trem passar novamente por São Sebastião do Rio Verde (MG) é a vontade dos moradores da cidade. O trajeto faz parte de um passeio turístico de trem entre São Lourenço (MG) e Soledade de Minas (MG), mas o percurso até São Sebastião do Rio Verde ainda não foi recuperado. A obra está parada há 10 meses por falta de material para a estrutura.

Seu João Ferreira de Souza tem 74 anos e sempre morou em uma casa em frente à Estação Ferroviária de São Lourenço. A linha férrea que passa no local faz parte da rota que ligava o Sul de Minas ao Vale do Paraíba, no Estado de São Paulo. Durante esse caminho o trem parava em São Sebastião do Rio Verde, viagem que não acontece há 37 anos. “Os trens rodavam no país todo. Espero que fique pronto logo, falaram que ia ser em junho, mas até agora nada”, cobra Souza.

O passeio turístico de trem entre São Lourenço e Soledade de Minas existe há mais de 10 anos. Os trilhos foram recuperados com a ajuda da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF). O desafio agora é reativar o percurso até São Sebastião do Rio Verde. Em 2011, o Ministério do Turismo liberou uma verba de R$ 800 mil, mas só 11 dos 20 quilômetros do percurso foram recuperados. Apenas nove quilômetros impedem a ligação entre a cidade de São Lourenço pela linha férrea.

Segundo o coordenador da ABPF, Edelmo Dias Freitas, o trecho deixou de ser restaurado porque os dormentes doados pela Companhia Vale do Doce não foram suficientes. O material, peças de fibra de madeira usadas para assentar os trilhos, acabou e com isso, a obra parou por já quase um ano. “Toda a parte de aterro, desaterro, ligação da linha, trechos que estavam até dentro do rio, está tudo em ordem, só faltando os 13 mil dormentes. A gente sonha, como sonhou São Lourenço e agora queremos realizar aqui”, completa. A estação de trem de São Sebastião do Rio Verde mantém a estrutura original do início do século

IX.Para concluir o trajeto, é preciso mais 13 mil dormentes. Além disso, a Prefeitura de São Sebastião do Rio Verde deveria terminar a obra em dezembro deste ano ou teria que devolver a verba. O assessor jurídico da prefeitura, Paulo de Tarso, explica que o prazo foi ampliado. “Foi prorrogado o convênio para o final de 2014. E demos sugestões para que sejam doados os dormentes e se conclua a obra.”

Enquanto a linha férrea não fica pronta, a Estação Ferroviária de São Sebastião do Rio Verde é ponto de encontro de moradores, principalmente daqueles que não perdem a esperança de ver o trem passar por aqui de novo. “Para relembrar os velhos tempos”, explica um dos moradores da cidade. “Inclusive relembrar o meu pai. Ele dizia que enquanto houvesse esses trilhos, São Sebastião do Rio Verde não deixaria de existir.”

Fonte: G1, G1 Sul de Minas – 03/09/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima