Sistema permitirá acompanhamento online do PAC

A partir desta semana, a localização, custo, fase de construção e outras informações de mais de 33 mil obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estarão disponíveis online. O Ministério do Planejamento, em parceria com a Embrapa Gestão Territorial, vai divulgar os dados por meio da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (Inde).

A Inde permite adotar um padrão na publicação de dados espaciais de origem federal, estadual, distrital e municipal na internet, tornando-os integrados e acessíveis para todos. A ferramenta permite catalogar e integrar dados geoespaciais de diversas instituições como ferrovias do PAC e regularização fundiária na Amazônia Legal, cruzando as informações.

Os dados usados no sistema são os mesmos dos balanços do PAC ou fornecidos pela Secretaria do Programa de Aceleração do Crescimento (Sepac). O coordenador do trabalho da Embrapa com o Ministério do Planejamento, Evaristo de Miranda, afirma que o objetivo principal é a transparência.

Nesta semana, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, deve lançar a plataforma, que faz parte de um acordo mais amplo entre o ministério e a Embrapa Gestão Territorial. O acordo permitirá o monitoramento por meio de imagens de satélite das obras do PAC e das agendas de Desenvolvimento Territorial e outros programas com ênfase na logística da agricultura.

O desenvolvimento territorial quer integrar agendas de projetos de diferentes Estados e níveis de governo, que serão olhados em conjunto. Na logística da agricultura, a infraestrutura das regiões produtoras poderá ser analisada em busca de integração maior entre os projetos de diferentes esferas de administração. “Podemos pegar uma região do Mato Grosso e analisar as ferrovias, hidrovias e rodovias que estão em construção pelos governos federal, estadual e municipal e integrá-las”, disse.

Fonte: Valor Econômico, 04/11/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima