Mobilidade Urbana: Propostas de Dilma e Aécio

A disputa para a presidência da república ficará entre Dilma Rousseff e Aécio Neves. A petista obteve 43.267.438 votos (41,59%) no primeiro turno e o tucano, 34.897.196 (33,55%), segundo números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Portal EBC publicou em sua página o resumo dos candidatos a presidência da república para a mobilidade urbana:

Dilma Rousseff defende uma reforma que equacione a questão da mobilidade urbana assim como o déficit habitacional e os problemas de saneamento e segurança pública. A candidata destaca que os investimentos em mobilidade urbana precisam assegurar transporte público rápido, seguro e eficiente. Dilma destacou os investimentos feitos ao longo dos quatro anos de governo em melhorias do transporte urbano nas grandes cidades. No programa entregue à Justiça Eleitoral, a candidata à reeleição apontou obras realizadas em todas as regiões do país para reduzir o tempo que se gasta nos deslocamentos diários. Entre os projetos apontados por Dilma estão a construção de infraestrutura em 651 quilômetros para transportes sobre trilhos, incluindo metrô, monotrilho, VLT, trem urbano e aeromóvel, de mais de 3 mil quilômetros para transportes sob pneus (BRT e corredores) e de 21 quilômetros para transporte fluvial urbano.

Aécio Neves, candidato pelo PSDB, defende mudanças estratégias para a mobilidade urbana. Em seu programa de governo, ele destaca que a qualidade de vida da população foi prejudicada pela falta de investimentos no setor e propõe uma Política Nacional de Mobilidade Urbana, priorizando o transporte público para que se torne uma alternativa viável e concreta em relação ao transporte individual. O foco principal dos investimentos seria o transporte sobre trilhos, com investimentos em obras estruturais nos principais centros urbanos do país, além de incentivo à renovação e à modernização da frota de trens, metrôs e ônibus. A proposta é buscar a integração dos diversos modais de transporte público. O candidato ainda defende a adoção de horários variados para jornadas de trabalho para evitar períodos de rush.

Fonte: Via Trolebus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima