Passageiros relatam arrastão em trem. SuperVia nega

Passageiros da SuperVia entraram em contato com o WhatsApp do EXTRA para relatar um arrastão que, segundo eles, ocorreu numa composição de um trem nas proximidades da Estação de Bangu, na Zona Oeste de Rio, por volta das 10h desta quarta-feira. A composição seguia no sentido Zona Oeste. Segundo uma mulher, que pediu para não ser identificada, dois homens armados teriam começado a abordar as pessoas. Ainda de acordo com ela, logo teve início uma correria e muitos começaram a gritar:

– Estava tudo muito calmo, até que começou uma agitação lá na frente. Quando eu vi, as pessoas estavam correndo que nem umas loucas para os fundos do vão, falando do arrastão. Todos comentavam que havia dois homens armados. Sorte que o trem logo parou e eu consegui saltar. Avisei ao maquinista, mas nem sei o que aconteceu depois. Só queria sair correndo de lá.

Ela disse que há 15 anos anda de trem e tem notado que os episódios de violência têm se tornado mais frequentes nos últimos tempos.

– Antigamente, a gente andava tranquila no trem. Agora, estou sempre assustada. Nunca tinha visto nada como o que aconteceu hoje – contou.

Um outro passageiro que estava na plataforma oposta, para embarcar num trem que seguiria para a Central do Brasil, viu a correria entre as pessoas que saíam da outra composição:

– Vi o pessoal correndo. Uns gritavam: “Cadê o cara? Cadê o cara?”. Muita gente chorava. Tinham uns agentes da SuperVia, daqueles que usam camisa verde, andando de um lado para o outro falando no radinho. Mas não vi movimentação policial.

Ele contou que ficou por mais cinco minutos na estação, até embarcar para a Central, e quando deixou o local o trem onde teria ocorrido o arrastão ainda estava parado na plataforma.

A SuperVia foi procurada para comentar o episódio e informou que nenhum registro de arrastão ou até mesmo tumulto na composição foi relatado nem por funcionários da Estação de Bangu nem por agentes de segurança.

Fonte: Jornal Extra, 18/03/2015

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima