Diretor da SuperVia:”faltam políticas públicas para transporte metroferroviário”

As políticas públicas e a redução de custos com energia são alguns dos desafios enfrentados pelo setor metroferroviário para aumentar a oferta e a qualidade do transporte público no país. Para o diretor de operações da SuperVia, João Gouveia Ferrão Neto, é preciso aumentar a oferta e a qualidade do transporte para adequar a demanda e implementar a multimodalidade com a integração dos modais. Outro ponto que o diretor destaca é a preocupação das concessionárias em adequar os custos com a tarifa de energia, que aumentou mais de 90% em um ano, sem repassar para o usuário. Atualmente, este dispêndio responde pelo percentual de 20% na planilha de despesas da companhia.

– Hoje falamos muito em conectividade, mas falta direcionar políticas públicas para o transporte metroferroviário. Isso impede que o setor aumente o volume de passageiros transportados. Precisamos de ações e programas claros para a expansão da malha – explica, ao acrescentar que “o transporte tem um papel fundamental, mas é preciso haver integração entre os modais para que sejam complementares”.

Fonte: Monitor Mercantil, 26/10/2015 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima