Concessionária de trens do Rio prevê 2,2 milhões de passageiros a mais na Rio-16

A Supervia, empresa que opera os trens da região metropolitana do Rio, vai incrementar a oferta de viagens de trens para atender aos 2,2 milhões de passageiros a mais esperados no período da Olimpíada (de 5 a 25 de agosto).

Segundo divulgou a empresa nesta quinta-feira (28), o número de viagens de trens será aumentado de 1.035 para 1.300 por dia no período da competição. Isso vai elevar a oferta diária de lugares de 2,2 milhões para 3 milhões de assentos.

O incremento será possível porque a Supervia vai operar mais tempo como se fosse o horário de pico, período em que mais trens são disponibilizados, que atualmente vai das 6h às 8h30 e das 16h30m às 19h20m.

No ramal de Deodoro, por exemplo, o intervalo entre um trem e outro será reduzido de 10 minutos para 6 minutos do início da operação até as 20h. No ramal de Santa Cruz, esse intervalo cairá de 16 para 8 minutos.

No Parque Olímpico de Deodoro e no estádio Olímpico de Deodoro, que são atendidos pelos dois ramais, a Supervia estima que cerca de 70% das pessoas que foram assistir às competições utilizarão trens do Rio.

“Nossa operação vai até meia-noite. E conforme as competições devemos estender até 1h30 da madrugada. Isso deve acontecer principalmente no estádio Olímpico, o Engenhão”, disse João Gouveia, diretor de operações da Supervia.

A Supervia mapeou, por exemplo, os dias em que haverá prova do atleta jamaicano Usain Bolt, que vai tentar no estádio Olímpico o tricampeonato nas provas de 100m, 200m rasos e no revezamento 4 por 100.

Também haverá esquema especial com mais trens em circulação nos dias de futebol no Engenhão, nos dias 4 e 7 de agosto. O estádio do Maracanã, palco da abertura, também será um dia de pico de torcedores.

Todo o esquema especial do trem entrará em funcionamento a partir de 3 de agosto, poucos dias antes da cerimônia de abertura da Olimpíada, no estádio do Maracanã, que vai ocorrer na sexta-feira seguinte (5).

Dos 2,2 milhões de passageiros a mais esperados nos 19 dias somados do evento, 1,96 milhão serão de torcedores e 280 mil de força de trabalho do evento. A Supervia transporta 700 mil pessoas por dia útil.

FURTO

Nesta quinta-feira, o ramal ferroviário da Supervia de Saracuruna, teve 300 metros de cabos furtados, o que parou a circulação de trens entre Saracuruna e Jardim Gramacho, bairros de Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio, durante toda a manhã.

Segundo a empresa, a demora para a retomada da circulação se deve ao fato de haver apenas uma linha de trem, o que não acontece nas estações relacionadas à Olimpíada. A empresa informa que procede os reparos no local.

Fonte: Folha de São Paulo, 29/07/2016  

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima