Trechos do VLT serão gradeados durante o carnaval para o desfile de blocos

RIO – Trechos do trajeto de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) serão gradeados durante o Carnaval para evitar a invasão dos trilhos durante a passagem dos blocos que desfilam no Centro. A Praça Mauá é um dos locais que receberá grades. É primeiro carnaval em que o novo meio de transporte estará funcionando. Essa é uma das medidas que fazem parte do planejamento operacional do carnaval de rua de 2017, apresentadas na manhã desta quinta-feira, no Centro de Operações Rio (COR) da prefeitura. A Guarda Municipal, que passou a atuar integrada com a Polícia Militar na segurança pública, vai ter um efetivo de 5.493 agentes. Na Zona Sul, assim como na Operação Verão, os agentes irão usar rádios de comunicação que operam na mesma frequência da PM.

Este ano, 451 blocos irão realizar 578 desfiles pelas ruas da cidade. No Centro, os desfiles dos blocos que arrastam multidões como o Cordão da Bola Preta serão realizados na Rua Primeiro de Março, que será transformada na grande arena de desfile. O presidente da Riotur, Marcelo Alves, disse que haverá reforço na sinalização para dar conforto e informação aos foliões. Serão 200 banheiros químicos, 17 containers e dois postos médicos. A sinalização da localização de postos médicos e rotas de acessos e saídas será espalhada por toda a extensão da via.

O diretor de operações da CET-Rio, Joaquim Dinis, disse que todo o esquema preparado para o carnaval de rua se assemelha a uma mini olimpíada. A operação de trânsito contará com 900 homens, entre controladores da CET-Rio e Guardas Municipais, com apoio de 60 viaturas e 50 motocicletas, que trabalharão para manter a fluidez do tráfego, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos e orientar os pedestres. Além disso, 30 reboques da CET-Rio estarão posicionados para imediata desobstrução das vias em caso de acidentes ou quebras de veículos nas rotas de desvio.

A expectativa da Riotur é que 1,1 milhão de turistas venham para a cidade no carnaval, injetando cerca de R$ 3 bilhões na economia. A estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ) é que a ocupação hoteleira na capital deverá chegar a 805. No ano passado, este índice foi de 85%, mas a cidade contava com 18 mil quartos a menos do que dispõe atualmente.

O carnaval de rua contará, ao todo, com 31,8 mil banheiros móveis disponíveis neste período – um aumento de 25% em relação a 2016, quando foram oferecidas 25.460 posições. Para chegar a esse total, serão utilizados contêineres, mictórios e banheiros químicos. O número de ambulantes credenciados como promotores de venda para atender aos foliões no comércio de bebidas ao longo do percurso dos blocos é de 4,5 mil.

Fonte: Extra, 26/01/2017

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima