Conheça a proposta de traçado do contorno ferroviário de Joinville

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) apresentou, nesta quarta-feira, em Araquari, a proposta de traçado do contorno ferroviário que pretende tirar a passagem do trem da área urbana de Joinville. A promessa é de que as obras sejam retomadas, após sete anos de paradas, em 2018. E, caso o cronograma previsto seja cumprido, sejam concluídas em 2021.

Com início nas proximidades da Estrada Poço Grande com a BR-280, em Guaramirim, o traçado projetado está dividido em três subtrechos ao longo de 17,9 km: o primeiro, em Guaramirim; o segundo em Joinville; e o terceiro, entre Joinville e Araquari. No último trecho, a ferrovia termina com uma ligação com a atual linha férrea nas proximidades do rio Parati, entre Araquari e São Francisco.

No percurso, estão previstas as construções de quatro viadutos, um sobre a BR-101, um sobre a SC-301, outro sobre a rua Santa Catarina (área próxima ao local onde os trabalhos foram interrompidos há seis anos), em Joinville, e um quarto sobre a Estrada Rio do Morro. Também deverá ser construída uma ponte sobre o rio Piraí, entre Guaramirim e Joinville.

Há ainda a projeção de uma galeria nas proximidades da rua Ademar Bertili, no bairro Itinga, em Araquari, e o novo pátio ferroviário de Joinville. O pátio compreende dois quilômetros de extensão e está localizado em área rural nas proximidades da BR-101. O objetivo do empreendimento é permitir as operações de carga e descarga de mercadorias, além de dispor de espaço para a possível implantação de operadoras logísticas.Ao longo do perímetro urbano, onde o trem vai passar, também estão previstos cruzamentos com e sem cancelas, a depender da demanda.

Fonte DCI, 23/08/2017

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima