SuperVia suspende circulação no ramal de Guapimirim por ‘questões de segurança’

A SuperVia suspendeu, nesta quarta-feira, a circulação no ramal de Guapimirim. A medida, segundo a concessionária, é temporária e foi tomada por “questões de segurança” — a empresa citou “sucessivos protestos na linha férrea no município de Magé”.

De acordo com nota divulgada pela SuperVia, “no último sábado (30/06), manifestantes invadiram a via e atearam fogo em objetos para impedir a circulação de trem próximo à estação desativada de Santa Guilhermina. O mesmo tipo de protesto ocorreu na madrugada desta terça-feira (3/07), próximo à estação desativada Santa Dalila”.

A empresa alega que “ações como essas colocaram em risco a integridade de passageiros e funcionários da concessionária”. A concessionária diz aguardar “a normalização das condições de segurança na região para então restabelecer a circulação na extensão Guapimirim”.

A empresa não informou quantos passageiros o ramal transportava por dia e que deixarão de contar com serviço. Disse apenas que “atende atualmente todas as 102 estações previstas no Contrato de Concessão”.

Fonte: Jornal Extra, 04/07/2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima