TAV – Governo define visita técnica

A Aeroportos Brasil Viracopos, concessionária que administra o aeroporto internacional de Campinas (SP), e a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), estatal responsável pela implantação do Trem de Alta Velocidade (TAV), definiram uma visita técnica para a construção de uma estação de trens dentro do terminal aeroviário. A intenção das empresas é que os passageiros do TAV embarquem ou desembarquem em uma área que dê acesso direto ao Viracopos. Engenheiros  e arquitetos das duas empresas se reunirão no dia 21 deste mês para discutir a obra.

Além da concessionária e da EPL, representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Secretaria da Aviação Civil (SAC) estiverem reunidos, nesta terça-feira (5), no Aeroporto Internacional de Viracopos para dar início à implantação do TAV, que vai ligar as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro.

“Na próxima reunião as equipes técnicas vão discutir os detalhes do projeto, se vai ser uma estação subterrânea ou lateral”, disse Luiz Alberto Küster, presidente da concessionária. Para a EPL e a Aeroportos Brasil Viracopos, a presença de uma estação do TAV no segundo terminal do aeroporto vai ser o primeiro passo para o modelo de integração nos dois transportes. Segundo Küster, os passageiros poderão usar uma escada rolante até o novo terminal.

O diretor da EPL, Hélio Mauro França, por sua vez, revelou que uma integração entre os sistemas de operação aeroporto e do TAV deve ocorrer para garantir agilidade aos usuários.

Novo terminal

Na reunião desta terça, a concessionária mostrou aos representantes da EPL e do BNDES o estágio das obras do segundo terminal, que será entregue em maio de 2014, com capacidade para receber 14 milhões de passageiros por ano.

O novo prédio terá 28 pontes de embarque, um edifício-garagem com 4 mil vagas, novas pistas de taxiamento e um novo pátio para aeronaves. Segundo Küster, serão investidos R$ 2,06 bilhões nas obras.

Trens de cargas no Viracopos

Em dezembro, o ministro-chefe da Secretaria da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, visitou o Viracopos e disse que o terminal de cargas pode ter uma interligação à linha férrea para escoamento de produtos de exportação e importação.

Ele também garantiu que o aeroporto comportaria um ponto de parada da linha férrea para o escoamento de mercadorias, já que atualmente o transporte pelo aeroporto é feito apenas via aérea e rodoviária. Os detalhes do projeto não foram divulgados.

Fonte: G1 Campinas e Região, 05/03/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima