Além Paraíba, em Minas, para duas vezes por dia para passagem de vagões

Cidade com população de 34.349 habitantes não chega a ser propriamente uma metrópole
RIO – Com tantas cidades pequenas do lado mineiro da divisa com o Rio, a maior delas, Além Paraíba, com população de 34.349 habitantes, não chega a ser propriamente uma metrópole. Muito pelo contrário. E uma cena que só pode ser vista hoje em dia mesmo num município do interior é algo que deixa qualquer visitante impressionado. Ao menos duas vezes por dia, um trem carregado de bauxita cruza todo o Centro. Não é raro ver quem não está acostumado registrando com fotos e vídeos no celular a passagem dos vagões.

O trem sai de Cataguases (MG) com destino a Três Rios (RJ). São nada menos de oito quilômetros dentro do perímetro urbano, numa velocidade de cerca de 10km/h, o que faz com que todos os vagões demorem até meia hora para cruzar toda a cidade. Na frente do trem, a cerca de 150 metros, vai um carro com uma sirene que alerta os motoristas que estão passando pelas ruas. Já houve casos até de automóveis estarem estacionados no meio do caminho: aí foi preciso chamar a PM pelo telefone 190 para fazer o reboque.

A linha do trem passa quase que grudada em algumas residências e estabelecimentos comerciais da cidade. O casal Oto Gil e Eunice Carneiro tem um bar praticamente grudado nos trilhos e mora na casa ao lado. Quando os vagões vão se aproximando, eles são obrigados a correr para tirar as mesas e as cadeiras que ficam na calçada, mas garantem que já estão acostumados.

— O barulho até que não incomoda, não. O que atrapalha mesmo é o balanço da casa quando o trem passa muito rápido — afirma Oto Gil.

Fonte: O Globo: 01/06/2014

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima