Governo do Rio lança programa de parcerias público-privadas

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, lançou, nesta segunda-feira (4), um programa de parcerias público-privadas (PPPs). As áreas de saneamento, mobilidade e tecnologia foram eleitas prioritárias para este ano. Segundo o governo do estado, o início dos estudos técnicos que balizarão as PPPs de saneamento para a Baixada Fluminense e Itaboraí e São Gonçalo, será autorizado em breve.

“As parcerias com o setor privado possibilitarão um salto sem precedentes no desenvolvimento do estado. A PPP permite que compromissos de longo prazo sejam efetivamente entregues independentemente da mudança de governos. Se quisermos dar celeridade à melhoria dos serviços, precisamos, sim, do concurso da iniciativa privada. Temos excelentes oportunidades aqui no Rio de Janeiro e cabe ao governo construir esse novo tempo. As obras de saneamento são fundamentais para o processo de despoluição da Baía de Guanabara. Sem falar na geração de empregos por pelo menos cinco anos”, afirmou Pezão.

A autorização para o estudo da modelagem é um passo efetivo para permitir o posterior lançamento dos editais públicos das duas PPPs de saneamento. Ambas as obras são fundamentais para equacionar gradual e definitivamente a despoluição da Baía de Guanabara. Cerca de cinco milhões de pessoas que vivem na Baixada Fluminense, Itaboraí e São Gonçalo serão beneficiadas o que representa um terço da população do estado.

“É importante sinalizar diretrizes claras para o mercado para que sejamos bem sucedidos. Alinhamos as competências de cada área do governo para dar absoluta transparência a todas as ações até a escolha final de cada operador para prover um novo padrão de serviços à população”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Marco Capute.

Também participaram da reunião de lançamento do programa os secretários Leonardo Espíndola (Casa Civil), Júlio Bueno (Fazenda), Cláudia Uchôa (Planejamento e Gestão), André Corrêa (Ambiente), e Obras, José Iran Peixoto, além do presidente da AgeRio, Domingos Vargas, e o diretor-executivo da Câmara Metropolitana, Vicente Loureiro.

Conheça os projetos:

SANEAMENTO Visa à universalização do saneamento da Baixada Fluminense e do Leste do Estado (municípios de Itaboraí e São Gonçalo). Indiretamente o projeto conduzirá ainda à total despoluição da Baía da Guanabara, beneficiando, assim, o contingente populacional de toda a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, ou seja, 12 milhões de pessoas.

MOBILIDADE URBANA – Um projeto é a extensão da Linha 2 do Metrô, ligando o Estácio à Praça XV. O segundo é a ligação expressa no eixo Niterói-São Gonçalo.

FRONTEIRA TECNOLÓGICA – Melhorar o padrão de serviços públicos nas áreas de saúde, educação e atendimento básico ao cidadão por meio de um conjunto de investimentos em infraestrutura de transporte de dados. Este é o projeto Rio Digital, que visa a definir a melhor tecnologia e os investimentos necessários para que o Estado seja mais eficiente e presente no dia a dia do cidadão. Também visa a acelerar o acesso do próprio estado às redes, com a implementação de uma internet de altíssima velocidade, instalação de novos backbones com vistas a mudar o provimento de serviços públicos no cotidiano das cidades fluminenses.

Fonte: Agência Rio de Notícias, 04/05/2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima