Rodovias e ferrovias recebem 77% da verba de logística do País, segundo ministro

O ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, apresentou há pouco um diagnóstico dos investimentos já realizados e previstos para rodovias, ferrovias e hidrovias do País. Ele participa neste momento de comissão geral no plenário da Câmara dos Deputados.

Segundo ele, o ministério tem buscado criar condições para investimentos privados que permitam ampliar as exportações, reduzir custos logísticos e aumentar a integração com a América do Sul. Rodrigues destacou o Programa de Investimento em Logística (PIL), que prevê investimentos de R$ 198,4 bilhões no setor de transportes entre 2015 e 2018. “Serão R$ 152 bilhões apenas para rodovias e ferrovias, o que representa 77% dos investimentos dessa fase do PIL”, disse.

Os investimentos serão divididos da seguinte forma: • Rodovias (R$ 66,1 bilhões) • Ferrovias (R$ 86,4 bilhões) • Portos (R$ 37,4 bilhões) • Aeroportos (R$ 8,5 bilhões)

Rodovias Segundo o ministro, o governo vai dar continuidade às concessões de rodovias, com cinco leilões previstos para este ano e outros 11 para 2016. “O Brasil tem hoje 10 mil quilômetros de rodovias concedidas. O PIL aumenta esse numero em 70%”, destacou. De acordo com Rodrigues, R$ 15 bilhões serão destinados apenas para duplicações e construções de faixas marginais.

Ferrovias Em relação às ferrovias, Rodrigues afirmou que o País conta hoje com 12 concessionarias que já operam 28, 2 mil quilômetros de trilhos. “Até 2018, devem ser construídos mais de 3,3 mil quilômetros de ferrovias”, disse.

Hidrovias Ele também comentou o grande potencial brasileiro para o uso de hidrovias, e destacou o Programa da Marinha Mercante, com 292 projetos em andamento.

Fonte: Cenário Agrícola, 14/08/2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima